sábado, 10 de março de 2012

O INGRATO



O INGRATO
No ano de 2004 conheci um indivíduo que enfrentava tremenda dificuldade financeira, inclusive, passando fome, fazendo refeição uma vez por dia, almoçando muitas das vezes na casa de um primo e ficando até a noite sem alimentação, certo dia ele me levou até sua residência e abrindo a porta da geladeira ele me mostrou que o que tinha era uma garrafa de água, três ovos e um quilo de sal. Naquele momento fiquei sensibilizado com a situação em que ele se encontrava, e foi ai que conversei com um amigo que tinha um pequeno comércio de eletrônica em nossa cidade, e passamos a conversar com pessoas influentes  na tentativa de ajudar esse indivíduo, houve muita resistência por parte de algumas pessoas, pois muito se falava na personalidade duvidosa do individuo que nós queríamos ajudar. Com muita luta convencemos um amigo que abriu crédito em um bar da cidade para que este indivíduo fizesse suas refeições. Alguns meses se passaram e veio o ano de 2005, fizemos vestibular e fomos aprovados no curso dos sonhos, sem dinheiro, ele me perguntava como iria fazer para conseguir realizar a matricula, foi ai que disse pra ele que iria conseguir o dinheiro com um amigo influente e que ele não se preocupasse, consegui então realizar o sonho dessa pessoa de entrar na faculdade e estudar o curso tão desejado, e mais, consegui também através.de minha influência e da influência do amigo da eletrônica arrumar um emprego  para ele poder custear as despesas com o estudo. Pasmem os senhores! Esse indivíduo quando se viu estabelecido começou a fazer fuxicos de minha pessoa e do outro amigo que tinha uma pequena eletrônica e que fez muito por ele, levando-o inclusive várias vezes para fazer refeição em sua residência. Hoje esse indivíduo vive a fazer intrigas em nossa cidade, tentando jogar pessoas umas contra as outras, infernizando a vida de pessoas honestas em nossa cidade, denegrindo e tentando humilhar pessoas que não sabem se defender, usando o seu conhecimento para burlar a verdade e confundir a cabeça das pessoas.

QUE TRISTEZA TER QUE CONVIVER COM A INGRATIDÃO DAS PESSOAS.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário